História do Palacete

O Palacete Valença foi construído em estilo Art-Deco em 1936 pelo generoso e humanitário José de Siqueira Silva da Fonseca. José nasceu em 1877 na cidade de Valença, onde ao decorrer de sua vida, construiu a mais singular história do amor de um homem por sua terra natal e seu povo.

Com recursos próprios ajudou a Igreja, a Santa Casa, a municipalidade, os familiares, o vigário e as entidades culturais e sociais de Valença. Ele também foi fundador da Associação Balbina Fonseca; um lar para meninos e meninas menos favorecidos.

O comendador doou esse prédio a Associação Balbina Fonseca para que essa renda providente dos alugueis garantissem sua existência e manutenção de seus projetos sociais.

Ele conseguiu fazer do prédio um patrimônio das rendas da Associação, que até hoje serve para isso.

O Edifício Palacete Valença, foi doado com muito amor para sustentar o carinho que ele e sua mulher, Balbina Fonseca, tinham pelas as crianças. Hoje, o Palacete é gerenciado com esse mesmo sentimento de dar continuidade aos ideais de seu fundador.

Ao decorrer da nossa historia sempre tivemos preocupação em manter um estilo de morada de excelência aos nossos moradores. São anos de história dentro dos corredores do nosso prédio. Histórias que podem ser lidas nos testemunhos que também estão disponíveis nesse site.

Moradores Palacete

  • Atendendo a solicitação verbal da administração, apresento a seguir os fatores favoráveis a minha permanência e de minha família, como moradores do Condomínio da Rua Machado de Assis nº 39, de 01 de dezembro de 1994 até hoje.
    Localização do imóvel, de vez que exercia 2 atividades profissionais distintas, ou seja, no decorrer do dia, advocacia com escritório no Centro da cidade e à noite, magistério no Colégio Estadual Amaro Cavalcanti, no Largo do Machado, com aposentadoria em dezembro de 2005.
    Facilidades de acesso ao comércio e aos transportes públicos. Proximidade com as residências de meus familiares (filha, neta casada ex moradora do condomínio e bisnetos). Excelente serviço prestado pelos funcionários do condomínio, tanto no cumprimento de suas obrigações profissionais, como na colaboração permanente com os moradores, nos momentos de necessidades, especialmente com minha família e particularmente com minha esposa, ultimamente muito enferma. O sistema de segurança oferecido aos moradores. O bom relacionamento com os vizinhos. O silêncio nas dependências do condomínio.

    F. – Morador
  • Me mudei há 6 meses para o prédio e para o bairro. Procurava um apartamento mais perto do meu trabalho e por isso procurei nesse bairro. Estou muito satisfeito com a mudança para cá.
    O bairro do Flamengo é muito agradável e com muitos serviços à disposição e que podem ser frequentado a pé. Padarias, bancos, livrarias, cinemas, cafés, centros culturais e comerciais, tudo muito perto.
    A do prédio arborizada e tranquila, próximo do metro e da praça e há poucos passos do Aterro do Flamengo e da vista para o Pão de Açúcar.
    Agora, a minha alegria foi ainda maior quando encontrei esse prédio. A Fachada do edifício está preservada e no estilo art déco, que é um dos meus preferidos, acabamentos de primeira qualidade, e ladrilhos ainda originais nas áreas comuns, terminaram por me encantar pelo edifício. “Queria morar aqui”, pensei, assim que entrei pela recepção.
    Após fechar o contrato, outra excelente supresa: o atendimento da equipe do prédio. Todos muito atenciosos e gentis. Os recados são passados de um turno para o outro, sempre há uma postura prestativa, além das atividades de vigilância, segurança, conservação e manutenção do prédio estarem em dia, em todos os momentos que observo.

    A. – morador, tenho 38 anos, sou administrador e sou carioca.
  • “Por indicação de uma amiga, do IBGE onde também trabalho, vim morar aqui; minha prima e eu, desde 1980, no apartamento 905, depois com a ida dela para seu próprio apartamento, me decidi a continuar aqui, mas em outro menor, onde estou até hoje, por gostar muito da localização e um prédio muito tranquilo, muito bem cuidado, com seus funcionários muito gentis, onde tudo funciona perfeitamente. Enfim, gosto muito onde moro e se me deixarem, pretendo não sair daqui, mesmo ganhando na Mega Sena”.

    M. A. C. – Moradora